sábado, 6 de fevereiro de 2010

Você corta o jantar achando que vai emagrecer?

Se a resposta for positiva, trate de rever rapidinho o conceito. Ao adotar tal conduta, o resultado será totalmente o inverso
Pessoas que deixam de jantaPessoas jantar acabam "extrapolando" no café da manhã e no almoço



Domingo à noite é o dia internacional da famosa promessa de iniciar um regime. Além de cortar as guloseimas, leiam-se doces, sobremesas calóricas, refrigerantes e outras coisinhas mais, é muito comum ouvir a mulherada afirmar orgulhosamente que eliminará o jantar. Ninguém sabe precisar de onde surgiu esse mito de que abolir essa refeição resultaria em perda de peso. O que muita gente não sabe, entretanto, é que essa experiência pode trazer um resultado contrário, ou seja, em vez de emagrecer, a pessoa acaba ganhando alguns quilinhos a mais.
De acordo com a nutricionista Sônia Trecco, chefe do Serviço de Atendimento Ambulatorial do Instituto Central do Hospital das Clínicas de São Paulo, na Capital, com o intuito de afinar a cinturinha, muita gente substitui um prato saudável (arroz, feijão, legumes, saladas e carne) por lanches que julgam ser mais leves. "Tais opções, no entanto, costumam ser mais calóricas. Após alguns meses, quem adota esse hábito ganha sobrepeso e aquela que já era gordinha tende a ficar obesa", explica.
Mas não é só isso. As que cortam radicalmente o jantar desconhecem um dado importante: o corpo também queima calorias durante o sono e, portanto, precisa de nutrientes para manter suas funções vitais no período noturno. Sem alimento, esse gasto energético basal fica comprometido. Resultado: acostumado à baixa ingestão alimentar à noite, o organismo preserva a gordura como combustível, dificultando, dessa forma, a perda de peso. "Além disso, essa pessoa que ficou em jejum por um longo tempo não vai ingerir as vitaminas e os minerais necessários, pois acabará descontando a abstinência com alimentos mais calóricos, nem sempre nutritivos. Ou seja, ela não se alimentará corretamente", alerta a nutricionista Luciana Coppini, do Ganep Nutrição Humana, em São Paulo.
Efeito cascata E tem mais: quem abre mão do jantar pode ainda desenvolver outros problemas, como gastrite e hipoglicemia, pelo fato de permanecer em jejum por muito tempo. Celina Lucena de Mattos, de 36 anos, é uma dessas mulheres que já dispensou essa refeição para emagrecer e não conseguiu atingir seu objetivo. Atualmente, após passar por um processo de reeducação alimentar, ela comemora os cinco quilos a menos. "Vai chegando a idade e temos que ter consciência. Perdi peso em quatro meses comendo normalmente", afirma. Sua história começou a mudar quando a filha Andreza teve um problema de tireóide. Resolveu, junto dela, seguir um cronograma alimentar mais rígido, prescrito pelo endocrinologista. "Hoje, inclusive, ela se alimenta a cada três horas. O outrora temido jantar? Agora reúne verduras, legumes, carne (branca ou vermelha) grelhada, arroz e feijão.
Sim, Celina confessa que não coloca grandes porções no prato, mas o fato é que ela e os familiares fazem todas as refeições do dia e, ainda assim, conseguiram perder peso. Quer mais um motivo para não abandonar o jantar? Sua falta pode ser um grande empecilho para o sono tranqüilo. Com ausência de alimento, o corpo fica sem energia. Logo, não repousa adequadamente. "De acordo com estudos multicêntricos, os sintomas mais observados, nesse caso, é o aumento da irritabilidade e dificuldade para dormir, além da ansiedade. Assim, estamos diante de verdadeiros gatilhos para o ganho de quilos extras", completa Luciana.
 Além de não atingirem a perda de peso almejada, as pessoas que deixam de jantar acabam cometendo deslizes no café da manhã e no almoço. Elas também sofrem de compulsão alimentar durante o dia, o que resulta em maior ingestão calórica e, conseqüentemente, em ganho de peso. Sônia orienta seguir um ciclo de pelo menos cinco refeições diárias, sendo o jantar a última delas. O ideal é que este seja realizado entre 19 h e 20 h. Há também a possibilidade da sexta refeição, conhecida como ceia. Ela é indicada para pessoas que trabalham e/ou estudam até tarde, assim como adolescentes, idosos, gestantes e diabéticos.
Quem não tem o hábito de dormir pouco tempo depois do jantar ou ainda faz essa refeição muito cedo também deve ser adepto da ceia. Diversos estudos comprovam, inclusive, a eficácia e os benefícios da ceia. Uma pesquisa da Universidade de Limburg, Maastricht, na Holanda, por exemplo, mostrou que fazer seis refeições ao dia, ri cas em proteínas e com baixo nível glicêmico, ajuda a manter o sono saudável, promover a saciedade e o bom funcionamento do metabolismo. Além disso, essa rotina previne a irritabilidade e o aumento do nível de açúcar no sangue. Outro estudo, da Universidade Estadual da Geórgia, EUA, sugere que o ritmo de apenas três refeições ao dia faz acumular mais gordura quando comparado com uma dieta de seis refeições diárias. Na primeira opção, a tendência de ingerir mais comida é maior. É bom lembrar, no entanto, que, se você fizer seis refeições e abusar nas calorias, os benefícios vão embora.

Jante e emagreça
Depois de ler toda essa discussão, provavelmente você está em dúvida sobre quais são as melhores opções para um jantar. Acompanhe algumas dicas de especialistas. Há ainda as sugestões de ceia para quem fica acordada até tarde da noite. "E atenção: evite comer e beber na mesma refeição, para facilitar a digestão e prevenir refluxos e azia. Procure escapar de preparações com muita gordura e açúcares", lembra a nutricionista Mirela Ferreira, da Faculdade Integrado Inesul, em Londrina, PR.
No jantar, opte por:
● 1 filé médio de peixe assado com ervas
1 prato raso de salada de agrião, pepino e cenoura
1 fatia de torrada integral
1 fruta OU
● 2 col. (sopa) de arroz,
1 col. (sopa) de feijão
1 fatia de carne assada (maminha)
1 col. (sopa) de abobrinha sauté
1 prato raso de salada de alface e tomate
5 morangos OU
● 1 filé médio de peito de frango com mostarda
1 prato raso de salada tropicália (alface, agrião, grapefruit, abacaxi, mamão, cebola roxa com vinagrete de mostarda, limão, azeite, suco de laranja, vinagre de maçã, adoçante, sal e pimenta calabresa)
1 pote de flã de kiwi OU
● 3 col. (sopa) de risoto de arroz integral de shiitake
1 prato raso de salada de alface com palmito e damasco seco
1 salada de frutas com granola OU
● 1 prato de sopa de vegetais: cenoura ou abóbora com chuchu ou abobrinha, vagem e repolho ou espinafre com carne bovina magra ou frango sem pele
● 1 prato raso de macarrão ao alho e óleo mais brócolis
2 fatias de carne cozida (lagarto)
1 prato raso de salada de rúcula com tomate e cebola
1 laranja ou mexerica OU
● 2 fatias de pão integral com queijo cottage ou ricota ou mussarela de búfala com peito de peru
1 prato raso de salada de agrião com nozes e uva
1 col. (sopa) de figo em compota light
Na ceia, opte por:
● 1 copo (200 ml) de leite batido no liquidificador com 1 fruta OU
● 1 xíc. de chá de erva-doce com 1 biscoito integral OU
● 1 sanduíche com 2 fatias de pão integral light com queijo branco ou cottage OU
● 1 pote de gelatina ou 1 barra de cereal OU
● 1 iogurte natural acompanhado de queijo-de-minas OU
● 1 copo (200 ml) de leite com café (adoçante) e ½ pão com margarina ou requeijão ou três bolachas tipo água e sal OU
● 1 prato de caldo de vegetais

9 comentários:

  1. Olá
    Adoro as tuas dicas, to viciando no teu blog...Belo final de semana
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. eu sigo a risca minhas refeiçoes de pequenos intervalos...até pq não consigo ficar sem jantar..
    Amei as dicas..

    bjss

    ResponderExcluir
  3. por isso nunca fico sem jantar!! :)

    ResponderExcluir
  4. Amiga, a gente vai aprendendo a comer né?
    acho que esse é o segredo.

    ResponderExcluir
  5. adorei! sempre tive essa dúvida, se jantar é benéfico ou não!

    bjusss

    ResponderExcluir
  6. é verdade, muitas pessoas fazem isso, mas esão erradas!!!! o negócio e regras as refeições...adorei a reportagem!

    bom domingo!!!

    ResponderExcluir
  7. Oi Simone! Sou nova no seu blog e fiquei passada quando vi que emagreceu 48 quilos em 4 meses. Como foi isso? Por que quero eliminar 30 e estou sofrendo. COmo assim sem remédios? COnte-me tudo! Preciso saber! Quero muito emagrecer. E você é muito bonita! Está ótima! Parabéns! beijos!

    ResponderExcluir
  8. Eu fazia muito isso e com certeza sempre acaba comendo muito mais na próxima alimentação ou acordava no meio da noite com fome.
    Ótimo post.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. oi simone pelo amor de de deus me passa unas dicas preciso emagrcer 40 quilos .e- mail katarinenatally@hotmail.com

    ResponderExcluir

Obrigada por sua amizade!!